TIME’S UP: Escolha de moda apoia manifesto no Golden Globe 2018

Ontem (7) foi ao ar o Golden Globe Awards 2018. E esta edição deu o que falar.

Em apoio ao protesto Time’s up contra o assédio sofrido por mulheres na indústria em Hollywood como em vários outros locais de trabalho e profissão, no tapete vermelho só se via praticamente mais uma cor: O PRETO.

As celebridades adotaram o preto como uma forma de protestar e apoiar a campanha, levantando a questão do assédio neste setor, já que o ano de 2017 foi repleto de acusações de assédio, estupro, dentre outros tipos de violência contra as mulheres.

A campanha já conta com o apoio de cerca de 300 mulheres, entre atrizes, diretoras e diferentes profissionais da indústria, já tendo arrecadado mais de US$ 15milhões desde o dia 1 janeiro, quando foi lançada. O intuito da campanha é ajudar financeiramente mulheres a se defenderem judicialmente em processos de assédio, não somente na área do cinema e televisão, como de qualquer outra indústria.

2017 foi um ano em que muitas mulheres tiveram a coragem de fazer denúncias, ou até mesmo de expor relatos de assédios que ocorreram há muito tempo atrás. O que pudemos ver aqui no Brasil também, já que 2017 também foi repleto de acusações de mulheres tanto da televisão, como de diferentes segmentos.

A noite foi das mulheres completamente, tanto nos discursos, nos prêmios, nas contribuições e principalmente nos looks. Dá uma olhada:

Fotos: O Globo.com

 

Fotos: O Globo.com

E com isto, esta edição do Golden Globe poucas foram as pessoas que ficaram de fora. Assim que a premiação começou era difícil encontrar uma pessoa sequer que não estivesse vestindo preto. Teve até quem apoiou o protesto à distância, que foi o caso de Anne Hathaway que mesmo doente, postou nas redes sociais o seu apoio!

Anne Hathaway
Foto: Reprodução do Instagram

E um fato interessante que deve ser destacado, é o uso da moda como forma de manifesto. Ao promover o uso do preto entre as celebridades, foi possível chamar ainda mais a atenção da mídia para o protesto Time’s up que busca promover este auxílio às mulheres não somente na indústria do cinema, como também em todas as indústrias, na sociedade como um todo, para que se sintam seguras em fazer denúncias tendo o apoio necessário para se defenderem.

O tapete vermelho de qualquer premiação trata-se de um momento muito especial e visado pela mídia, sendo compartilhado nos jornais, revistas, televisão aberta e canais fechados, e principalmente nas redes sociais. Com isso a campanha pode crescer ainda mais. E ao promover o uso do preto eles conseguiram esta atenção.

O Golden Globe é a primeira premiação do ano que dá o start para muitas outras que ocorrem neste período.  E já começou com chave de ouro mesmo!

Fotos: O Globo.com

Com o apoio à campanha Time’s up, várias questões foram levantadas. Dentre elas a maior participação e destaque para atrizes e atores negros para importantes produções, mulheres em papeis importantes, maior valorização de profissionais que atuam “por trás das câmeras” sem os quais não seria possível ter filmes e séries tão bons, e dentre outros assuntos que foram mencionados no discurso de várias pessoas.

E um importante ponto da noite foi o discurso de Oprah Winfrey homenageada com o Prêmio Cecil B. DeMille. O prêmio é concedido anualmente pela Associação de Correspondentes Estrangeiros a figuras notáveis da indústria audiovisual americana, e ao ser entregue a Oprah desencadeou um dos momentos mais importantes e notáveis da noite: O Discurso de Oprah!

Em apoio à campanha Time’s up é essencial destacar alguns trechos de seu discurso que causaram grande impacto:

 

“Em 1982, Sidney recebeu o prêmio Cecil B. DeMille aqui no Globo de Ouro, e eu sei que, neste momento, há algumas garotinhas assistindo eu me tornar a primeira mulher negra a receber esse mesmo prêmio. É uma honra, é uma honra e é um privilégio compartilhar a noite com todas elas e também com os incríveis homens e mulheres que me inspiraram, que me desafiaram, que me apoiaram e fizeram minha jornada até esse ponto possível.”

“Então, eu quero hoje a noite expressar gratidão a todas as mulheres que sofreram anos de abuso e agressão porque elas, como minha mãe, tiveram filhos para se alimentar e contas a pagar e sonhos para perseguir. “

“Por muito tempo, não ouviam as mulheres, ou não acreditavam nelas quando ousavam falar a verdade sob o poder desses homens. Mas esse tempo acabou. Esse tempo acabou. ESSE TEMPO ACABOU!!!”

 

Trechos traduzidos retirados de: https://oglobo.globo.com/cultura/filmes/oprah-winfrey-faz-discurso-inspirado-contra-assedio-racismo-no-globo-de-ouro-2018-22264789#ixzz53c2SM6tz

Assista ao discurso completo aqui.

O discurso de Oprah mostra como a representatividade é importante na indústria, como também que a verdade seja sempre compartilhada, e que muitas mulheres e suas histórias podem se tornar inspiração para que a sociedade tenha cada vez mais mulheres em posições de poder, fortes o suficiente para enfrentar os obstáculos sociais, e que principalmente, para que seja cada vez menor os números de denúncias e casos de assédios contra mulheres na sociedade como um todo, tanto na indústria do cinema como em todos os setores.

ESSE TEMPO ACABOU! E é o que todas as mulheres esperam que aconteça!

.

Comentários

comentários